terça-feira, 27 de outubro de 2009

Pó de Clarice


Não me contive... tive que postar algo da Clarice.

Eis a sua resposta ao amigo Lúcio Cardoso, quando este disse não gostar do título do livro O lustre publicado em 1946.

"Me entristeceu um pouco você não gostar do título "O Lustre". Exatamente pelo que você não gostou, pela pobreza dele, é que eu gosto. Nunca consegui mesmo convencer você de que eu sou pobre... Infelizmente, quanto mais pobre, com mais enfeites me enfeito. No dia em que eu conseguir uma forma tão pobre como eu o sou por dentro, em vez de carta, você receberá uma caixinha cheia de pó de Clarice."

Deve ser assombroso chegar a esse nível de compreensão de si mesma. E dizê-lo...

2 comentários:

  1. Escreves como poucos...

    ResponderExcluir
  2. E a carinha do coleguinha ao ler tais palavras hein? Raleza!!!!!!hahahahahaha

    Hj não estou para feijoada.

    ResponderExcluir